comunicação

Notícias

06 de maio de 2019

Transporte público
participa do Maio Amarelo

Transporte público

Na primeira ação após tornar-se entidade Laço Amarelo, que defende iniciativas para um trânsito mais seguro, a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) e suas associadas apoiam a campanha "#MeOuça", com o mote "No trânsito, o sentido é a vida". A Associação reproduz a campanha no setor, disponibilizando para cerca de 500 empresas associadas e mais de 70 entidades filiadas os materiais da campanha, e destaca a participação do ônibus na segurança viária, como um dos modais que menos se envolve em acidentes de trânsito.Assinada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) em parceria com a Anfavea, a campanha fala sobre o comportamento seguro no trânsito, a partir da reflexão de crianças sobre álcool e direção, sobre o uso de celular ao volante e sobre outros comportamentos arriscados e que acabam gerando acidentes.

A NTU se preocupa cada vez mais com o trânsito mais seguro e continua trabalhando para que as empresas também permaneçam em vigilância constante. Esse cuidado se reflete nos dados estatísticos. "Dados do Ministério da Saúde apontam o ônibus como o meio de deslocamento mais seguro, responsável pelo menor índice de mortes no trânsito", destaca Otávio Cunha, presidente executivo da NTU.

Segundo o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, em 2016 houve 180 vítimas fatais em acidentes com ônibus (urbano e rodoviário), ou menos de 0,5 % do total de vítimas do trânsito.

Uma das peças da campanha, um cartaz, chama a atenção do transporte coletivo como indutor de segurança no trânsito. Na peça publicitária, uma jovem sugere que os pais deixem o carro em casa e usem o transporte coletivo, caso saiam para beber.

As peças publicitárias da campanha também trazem dados impactantes, como a informação de que um condutor sob efeito de álcool é 14 vezes mais propenso a ser responsável por um acidente fatal, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com dados divulgados pelo Observatório, o Brasil é o quarto país que mais mata no trânsito; nos últimos 20 anos, morreram mais de 662 mil pessoas em acidentes desse tipo, que representam um custo anual de R$ 56 bilhões.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

18 de julho de 2019

Sest Senat promove a Semana do Motorista

Unidades do RN e PB realização várias atividades de 21 a 28 de julho

17 de julho de 2019

Uber tira usuários do transporte coletivo em SP

De cada 10 usuários do Uber Juntos, seis eram do transporte público

MAIS NOTÍCIAS