comunicação

Notícias

24 de setembro de 2013

Sest Senat completa 20 anos de trabalho
São mais de 100 milhões de ações em prol do setor do transporte

Sest Senat completa 20 anos de trabalho

Promover mais qualidade de vida e oferecer melhores oportunidades no mercado de trabalho aos profissionais do setor de transporte. Esses são os princípios que norteiam a atuação do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest Senat). Fundado em 1993, a entidade comemora 20 anos de atuação em setembro. Duas décadas promovendo atividades para desenvolver o transporte no país.

“Acredito no progresso profissional como forma de inclusão e ascensão econômica. O Sest Senat é um exemplo ao oferecer muitas opções de cursos e manter diálogo com os transportadores – empresas e autônomos. Isso nos permite atender às necessidades de mão de obra qualificada do mercado”, afirma o presidente do Sest Senat e da Confederação Nacional do Transporte (CNT), senador Clésio Andrade.

Os números do Sest Senat impressionam. Juntas, as quase 150 unidades, presentes em todos os estados do país, desenvolvem um trabalho exemplar. Desde 1993, foram mais de 100 milhões de ações, individuais e coletivas, em todas as áreas de atuação. No setor de promoção social, por exemplo, 66 milhões de cidadãos foram atendidos e utilizaram serviços de odontologia, psicologia, fisioterapia ou participaram de palestras e campanhas de saúde.

Sobre qualificação profissional, aproximadamente 13 milhões de pessoas foram capacitadas pelo Sest Senat – cursos de formação, qualificação e atualização, além de palestras, seminários e campanhas de educação para o trânsito. Com os cursos, um dos objetivos da entidade é dar aos profissionais novas possibilidades de conhecimento, o que os conduz para um trabalho mais qualificado, com salários mais elevados, novos níveis de consumo e qualidade de vida.

Para o Sest Senat, o desenvolvimento profissional complementa a educação escolar. “É Importante para o país que a instituição esteja presente no maior número possível de municípios. Por isso mantemos uma política de expansão das unidades”, explica Clésio Andrade. A relação dos cursos oferecidos é extensa. Todos utilizam moderna tecnologia e combinam conhecimentos práticos e teóricos. Entre os treinamentos especializados, por exemplo, destaque para as aulas de Transporte Coletivo de Passageiros, de Escolares, Produtos Perigosos, Veículos de Emergência, Motofretista e Mototaxista. No transporte rodoviário, outros exemplos são Cobrador de Ônibus Coletivo Urbano, Motorista de Transporte de Carga de Produtos Alimentícios, Transporte de Carga Viva e Operador de Empilhadeira.


Fonte: Agência CNT

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

05 de dezembro de 2019

Fortaleza tem serviço de transporte coletivo por aplicativo

Serviço não tem rota fixa, oferece conforto e preço acessível

04 de dezembro de 2019

Simulador previdenciário da CNT

Trabalhador poderá calcular o tempo para se aposentar e o valor do benefício

02 de dezembro de 2019

Diagnóstico Socioambiental será entregue no dia 9

Despoluir vai reunir em Natal as empresas do RN

MAIS NOTÍCIAS