comunicação

Notícias

06 de dezembro de 2017

Simuladores geram
economia e segurança

Simuladores geram

Dirigir de forma segura e econômica e aprimorar a forma de condução dos motoristas profissionais de cargas e de passageiros em busca da prevenção de acidentes, do aumento da segurança e da redução dos custos dos transportadores: essa é a proposta do SEST SENAT ao oferecer treinamentos com simuladores de direção.

O projeto, inaugurado em agosto de 2016, vem permitindo a qualificação de funcionários das empresas de transporte que buscam melhorias na gestão de suas frotas e também maior capacitação para seus colaboradores. Em todo o Brasil, já estão instalados 75 simuladores. A previsão é que, até 2019, outros 130 equipamentos estejam em funcionamento. Essa ampliação do projeto contará com investimento de quase R$ 90 milhões.

O presidente dos Conselhos Nacionais do SEST e do SENAT e da CNT, Clésio Andrade, destaca que os simuladores são os sistemas de mais alta tecnologia que existem na instituição. "Esse é um dos projetos mais importantes desenvolvidos pelo SEST SENAT ao longo de sua história. Entendemos que a tecnologia é essencial na área de transporte e no atual mercado de trabalho. A prática no simulador possibilita redução de custos dos transportadores por meio do aperfeiçoamento das práticas de direção. Temos trabalhos que indicam a redução de mais de 10% do consumo de combustível", afirma.

Atualmente, o SEST SENAT oferece 30 cursos que são realizados nos simuladores de instalados em todo o país. Os conteúdos estão divididos dois módulos: ônibus e caminhão/carreta. Para atender as diferentes necessidades dos transportadores, são oferecidos treinamentos com carga horária variável entre 8h e 22h. Nicole Goulart, diretora executiva nacional do SEST SENAT, ressalta que a iniciativa vai ao encontro das necessidades das empresas do setor. "Os simuladores trazem o que existe de mais moderno no desenvolvimento profissional para o transporte, tanto para empresas de passageiros quanto de cargas. Nossos treinamentos buscam melhorar a performance dos motoristas e promover soluções que somente a prática simulada pode proporcionar. Este é o papel do SEST SENAT: melhorar o setor do transporte no Brasil", conclui.

O pesquisador da área de tecnologia da Universidade de Stanford, Greg Nuyens, destaca que o uso dos simuladores de direção é fundamental para aperfeiçoar a forma de condução do veículo. "Mesmo as pessoas mais hábeis podem melhorar seu desempenho. Quando você se torna especialista em algo, acredita que já sabe tudo o que precisa saber. Mas ao ver o resultado do seu desempenho no simulador, descobre que, de fato, cometeu algum erro que nem havia percebido. Esse é o valor da simulação", conclui.

Os resultados positivos já são percebidos em empresas que apostam na nova tecnologia para capacitar sua mão de obra. Na Pássaro Verde, que atua com o transporte de passageiros em Belo Horizonte (MG), por exemplo, a coordenadora de recursos humanos, Rejane Rodrigues Aguiar, destaca que as aulas com os simuladores de direção aproximaram o treinamento da realidade cotidiana e aumentaram a qualidade das operações e do serviço prestado aos usuários. "Capacitamos nossos motoristas para conduzir veículos com segurança, praticando a direção defensiva e econômica, e prestar um atendimento com excelência. Sem contar que é uma oportunidade de ter uma aprendizagem inovadora."

A coordenadora destaca o SEST SENAT como parte fundamental desse processo. "Essa parceria é de extrema importância. Por meio dela, conseguimos fornecer uma formação de qualidade, atrelando a teoria à prática. No nosso dia a dia, não teríamos como fazer esse treinamento, pois demandaria um custo alto e tempo. Com o simulador, temos redução de tempo e um treinamento bem próximo da realidade", finaliza.

A relevância da capacitação para os profissionais do setor pode ser vista no caso de Júlio César, motorista na empresa Vallourec, que concluiu o curso Aperfeiçoamento de Motorista para Condução Antecipatória (Segura e Econômica), com uso do simulador. De acordo com ele, isso aumentou o leque de oportunidades profissionais e trouxe um novo olhar para a forma de dirigir. "O curso foi muito bom para o meu currículo. Hoje sou um motorista bem melhor e mais atento. Foi uma grande experiência, aprendi a usar melhor os freios e melhorar a condução econômica do veículo. Aconselho todos os motoristas a participar. Todo mundo que trabalha na área do transporte precisa fazer", afirma.

Em Goiânia, a Metrobus, empresa de transporte coletivo, observou redução de 21% no número de acidentes três meses após o treinamento realizado com empregados nos simuladores do SEST SENAT. O coordenador de operações da empresa, Vinícius Ferreira da Costa, destaca que a capacitação refletiu positivamente para a segurança tanto do motorista como dos passageiros. Para ele, as simulações proporcionam experiências quase reais aos condutores. "A possibilidade de o motorista viver inúmeras situações que seriam inimagináveis num treinamento prático num veículo, em uma garagem ou mesmo na rua, é essencial para o desenvolvimento do seu trabalho." Outro ganho, garante ele, é econômico e ambiental: nos últimos três meses, a Metrobus teve redução média de 2% no consumo de combustível. Isso significa economia de, aproximadamente, 9.000 litros por mês. "À medida que todos os outros motoristas forem concluindo o curso, acreditamos que essa média deve aumentar", afirma. Ferreira também ressalta que houve aumento da qualidade do trabalho e da satisfação dos condutores. "Os cursos em parceria com o SEST SENAT são extremamente positivos, pois visam principalmente à prestação do melhor serviço ao cidadão, valorizam o profissional e dão a ele melhores condições de aprendizado", avalia o coordenador de operações da Metrobus.

Na Auto Viação Dragão do Mar, de Fortaleza (CE), o gerente administrativo Frederico Lopes Fernandes Neto observa que os treinamentos com simuladores têm auxiliado a empresa a conquistar algumas metas importantes. "Profissionais qualificados contribuem com a organização em diversas perspectivas. Com a direção defensiva, temos um meio de redução dos altos riscos de nossa atividade e, com a condução econômica, uma forma de agregar resultados à organização e colaborar com a preservação do meio ambiente". E complementa: "todo esse esforço vem trazendo uma evolução significativa nos últimos dois anos, nos indicadores de consumo de combustível, acidentes, avarias e rotatividade".

NOVIDADES

SEST SENAT terá simuladores de aquaviários e de empilhadeiras

Para aprimorar a capacitação dos profissionais do setor de transporte, o SEST SENAT prepara, para 2018, a instalação também de simuladores de transporte aquaviário, modal que responde por, aproximadamente, 13% da movimentação de cargas no Brasil. As cidades escolhidas para receberem os primeiros simuladores são Manaus (AM), Belém e Santarém (PA). Já em 2019, será a vez das cidades de Bauru (SP) e Porto Alegre (RS) receberem os equipamentos. Os investimentos para as instalações dos simuladores serão de quase R$ 8 milhões.

Outra novidade que entra na grade do SEST SENAT são os simuladores de empilhadeiras. A previsão é que, no próximo ano, sejam instalados 25 equipamentos nas unidades operacionais e, em 2019, outros 59. Nesse projeto serão investidos R$ 22 milhões.

Fonte: Carlos Teixeira/Sest Senat

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

17 de maio de 2018

Despoluir é apresentado para 38 alunos

Projeto em parceria com SME atendeu a escola Nossa Senhora da Apresentação

16 de maio de 2018

Ônibus é o transporte mais seguro no trânsito

Setor lança ação com foco no transporte coletivo

15 de maio de 2018

Maceió faz operação de combate aos clandestinos

Transporte ilegal não oferece segurança aos usuários

MAIS NOTÍCIAS