comunicação

Notícias

11 de dezembro de 2012

FETRONOR participa de seminário na UFRN
Evento debateu sobre o planejamento urbano, rural e metropolitano

FETRONOR participa de seminário na UFRN

     O Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) através do Departamento de Políticas Públicas (DPP) e do Programa de Pós-Graduação em Estudos Urbanose Regionais (PPEUR) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), promoveu na última quinta-feira (6), no Auditório da Biblioteca Central Zila Mamede(BCMZ), o seminário “Problemas conceituais e desafios ao planejamento: o urbano, o rural e o metropolitano”.O evento contou com a participação de Ester Limonad, pós-doutora em Geografia Humana pela Universidade de Barcelona e Doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (USP), além de Mestre em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).Dentre os diversos temas discutidos, estavam a relação rural-urbano e a questão metropolitana em contraposição às definições técnicas e políticas administrativas de área rural, área urbana e área metropolitana.

   O superintendente da Fetronor, Eiblyng Scardini Menegazzo, participou do debate sobre Planejamento Metropolitano, com um olhar para os aspectos rurais e urbanos, e falou sobre a importância do evento. "É necessário essa integração com a academia,pois diversificamos os nossos conceitos e aprimoramos o conhecimento", disse Eiblyng que destacou a relevância da abordagem feita por Ester Limonad."Ela ressaltou a importância da definição de metodologia técnica para definição de regiões metropolitanas, e que este fenômeno precisa deixar de ser um aspecto de mera decisão política".Quanto a sua aplicação, o superintendente pensa que "Natal ainda está longe de adquirir a maturidade necessária para que esta composição possa produzir frutos que sejam mensuráveis para a população que nela vive. O aspecto que une estas cidades, e as tornam regiões metropolitanas é o deslocamento das pessoas de uma para outra cidade, como se estivessem em uma apenas. Este fenômeno de deslocamento ultrapassa as questões políticas municipais. Outras questões como habitação, saneamento, podem ser resolvidas localmente, ou municipalmente, mas para a questão do deslocamento, requer uma ação conjunta, integrada entre os municípios", encerrou. Também pariticiparam do evento o deputado Fernando Mineiro e a professora da UFRN, Maria do Livramento.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

20 de junho de 2018

Inscrições abertas para Prêmio CNT de Jornalismo

Concorrem trabalhos jornalísticos veiculados entre 8/08/2017 e 6/08/2018

18 de junho de 2018

Copa SEST SENAT de Direção Segura e Econômica

Partidas entre empresas de transporte começam nesta terça-feira (19)

18 de junho de 2018

Venda de veículos não poluentes cresce no mundo

Cresce adesão e subsídio para veículos elétricos e hibridos

MAIS NOTÍCIAS