comunicação

Notícias

05 de julho de 2013

Fetronor na abertura do Seminário Nacional NTU 2013
Reunião apresentou oito medidas para a melhoria do transporte público coletivo

Fetronor na abertura do Seminário Nacional NTU 2013

O presidente da Fetronor, Eudo Laranjeiras, participou da reunião de abertura do Seminário Nacional NTU 2013, que começou ontem e se encerra nesta sexta-feira (5) em São Paulo. De acordo com o dirigente foi elaborado um documento sobre os desafios de se oferecer um serviço de transporte coletivo urbano de qualidade e das dificuldades que o setor tem enfrentado na última década para que essas mudanças ocorram.

 “O seminário acontece num momento em que o Brasil inteiro pede por um transporte melhor e as manifestações em todo o país mostram que a hora é propícia para esta discussão. Há mais de uma década que reivindicamos melhorias e desta vez encontramos eco nas ruas, chegando ao ouvido dos políticos”, comentou o dirigente que também espera discutir o custo da qualidade. “Também se faz necessário desmistificar essa relação entre o preço da passagem e o custo da qualidade”, completou.

A NTU apresentou nesta sexta-feira (5), último dia do seminário, oito medidas de melhorias para o transporte, confira abaixo:

8 Medidas Para a Melhoria do Transporte Público Coletivo Urbano No Brasil

– prioridade de circulação para o transporte coletivo nas vias urbanas sobre o transporte individual motorizado;

– elaboração imediata dos planos diretores e dos planos de mobilidade urbana por todos os municípios obrigados pela legislação, a serem construídos com a participação representantes da sociedade civil organizada;

–  continuidade dos investimentos federais, estaduais e municipais na infraestrutura para a mobilidade urbana;

–  implantação de redes de transportes modernas, integradas, multimodais, racionais e de alto desempenho;

–  implantação de uma política de mobilidade, construída com a participação efetiva da sociedade, com representantes nos conselhos municipais de transporte, estabelecendo qual o nível do serviço de transporte público que se deseja oferecer a todos os cidadãos e quanto isto vai custar ao passageiro (tarifa) e quanto vai custar ao governo (subsídio);

–  desoneração dos tributos municipais, estaduais e federal que pesam sobre o setor de transporte público;

–  subsídio com recursos públicos às gratuidades que oneram a tarifa paga pelos usuários;

–  subsídio ao serviço, a ser pago por meio de um fundo com recursos dos combustíveis, distribuído aos municípios de forma proporcional à população.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

21 de outubro de 2019

Frente Parlamentar Mista apresenta emenda

para criação do Fundo Nacional de Financiamento do Transporte Público

21 de outubro de 2019

Despoluir participa de ação educativa no trânsito

no município de Natal em parceria com PVT, STTU e SME

21 de outubro de 2019

Despoluir visita empresas do Rio Grande do Norte

que participam do Programa Ambiental do Transporte

MAIS NOTÍCIAS