comunicação

Notícias

15 de setembro de 2015

Fetronor é contra a proposta de apropriação
Governo estuda a possibilidade de usar os recursos do Sistema S

Fetronor é contra a proposta de apropriação

O presidente da Federação das Empresas de Passageiros do Nordeste (Fetronor), Eudo Laranjeiras, considera um absurdo a notícia da possível apropriação por parte do Governo Federal na verba do Sistemas S do Brasil (de serviços de saúde, lazer e formação de profissionais para as áreas de Transportes, Indústria, Comércio e Agricultura). De acordo com Eudo, os recursos são do setor privado e não do governo.

"O que o Governo Federal está ventilando é um verdadeiro absurdo. Esse dinheiro é uma contribuição do próprio empresário que utiliza na aplicação do social e qualificação dos profissionais do Sistema S. Esse recurso está nas mãos dos empresários há 30 anos e vem sendo muito bem aplicado, ao contrário do que poderá acontecer caso termine nas mãos do governo, que possivelmente usará esse dinheiro para pagar salários de cargos comissionados", protestou o dirigente.

O presidente da Fetronor também disse que não acredita na aprovação de uma emenda constitucional. "Os parlamentares da Câmara e do Senado não podem aceitar essa apropriação, esse dinheiro não pode ir para um caixa único do governo. Não dá nem para pensar, quando mais se aceitar. O Sistema S é privado e não é do governo", encerrou Eudo Laranjeiras. Segundo estimativas, as contribuições do Sistema S para o setor variam entre R$ 25 bilhões e R$ 30 bilhões ao ano.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

23 de janeiro de 2020

CNT divulga Pesquisa de Opinião de 2020

Foram realizadas 2.002 entrevistas presenciais em 137 municípios

22 de janeiro de 2020

Governo Federal investe quase R$ 2 bi

em projetos de mobilidade urbana

20 de janeiro de 2020

Por que o preço dos combustíveis cai mais

nas refinarias do que nas bombas?

MAIS NOTÍCIAS