comunicação

Notícias

10 de maio de 2019

Empresas lançam
o Programa Coletivo

Empresas lançam

Em busca de novas soluções para antigos problemas que afetam gravemente a mobilidade urbana dos brasileiros, especialmente no transporte público por ônibus, a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) lançou nesta semana, em Brasília, uma iniciativa inédita: o Coletivo, Programa de Inovação em Mobilidade Urbana. O Coletivo vai promover soluções para o transporte público coletivo por meio da criação de um "hub" nacional de inovação, um espaço dedicado ao desenvolvimento de ideias, processos, produtos e serviços voltados para melhorar o sistema de transporte público. O programa inclui também a criação de uma rede de inovação em mobilidade urbana.

De acordo com o presidente da Fetronor, Eudo Laranjeiras, o foco do programa é buscar ideias diferentes para melhorar o atendimento e as necessidades dos usuários. "Em função da diminuição da demanda de usuários, do aumento constante do preço do diesel, o projeto Coletivo chega para utilizar e incentivar as startups a ajudar e a pensar num sistema de transporte diferente. Parabéns a iniciativa da NTU que também tem como grande objetivo engajar todos os segmentos envolvidos no transporte coletivo na busca pela inovação", disse Eudo.

Aplicativos de transportes coletivos sob demanda, formas de melhorar a comunicação com o passageiro estão entre as soluções que devem ser desenvolvidas como modelos que podem ser seguidos e adaptados por qualquer empresa de ônibus. O setor de empresas de ônibus possui dois exemplos de transportes coletivos sob demanda, com o uso de vans, que segundo os operadores têm crescido e se mostrado como alternativas em potencial para fazer frente aos aplicativos como Uber.

Em Goiânia, há aproximadamente três meses está o City Bus 2.0, um sistema de vans que atendem trajetos em curtas distâncias de responsabilidade das empresas de ônibus.Em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, há pouco mais de um ano, o Ubus também com vans cujas viagens são determinadas pela demanda. Os passageiros pagam a viagem pelo aplicativo.

Em ambos os casos, as vans são diferenciadas, com ar condicionado, poltronas reclináveis e maior conforto. Para o presidente da NTU, Otávio Cunha, uma demanda diferenciada é algo que as empresas de ônibus devem tentar. Essas novas alternativas podem ajudar a financiar o sistema básico de ônibus. O Coletivo prevê um amplo leque de temas a serem trabalhados, de novos modelos de negócio a tecnologias voltadas para sistemas de informação aos usuários, meios de pagamento, bilhetagem eletrônica, telemetria, monitoramento de frota, entre outras, ou mesmo inovações disruptivas capazes de moldar o transporte público do futuro.

Os projetos serão realizados por meio de parceiras envolvendo toda a rede de inovação, que contempla passageiros, operadores, indústria, prestadores de serviços, pesquisadores, inovadores e financiadores, entre outros atores. "Ser membro desse ecossistema trará benefícios aos parceiros", destacou o diretor técnico da NTU, André Dantas. O Programa prevê três tipos de parceiros, de perfil institucional, de conteúdo e/ou parceiro patrocinador. Todos poderão acompanhar e participar de todas as atividades previstas, que incluem a realização do 1º. Hackinnovation Coletivo, onde desenvolvedores poderão submeter suas propostas inovadoras a um júri, que selecionará as melhores ideias a serem apoiadas. Haverá ainda mentorias, workshops e eventos de inovação. Para conhecer melhor o Programa e fazer parte dele, acesse: www.coletivo.org.br

O lançamento do Programa Coletivo foi no dia 7 e reuniu cerca de 200 autoridades, empresários, pesquisadores e inovadores de todo o Brasil na sede da Confederação Nacional dos Transportes.

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

18 de julho de 2019

Sest Senat promove a Semana do Motorista

Unidades do RN e PB realização várias atividades de 21 a 28 de julho

17 de julho de 2019

Uber tira usuários do transporte coletivo em SP

De cada 10 usuários do Uber Juntos, seis eram do transporte público

MAIS NOTÍCIAS