comunicação

Notícias

10 de julho de 2019

Dirigir transporte pirata é infração gravíssima
Lei foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro

Dirigir transporte pirata é infração gravíssima

Foi publicada nesta terça-feira (9) no Diário Oficial da União a Lei 13.855, que aumenta a punição para transporte pirata. A nova lei foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro sem vetos. A norma é baseada em projeto de lei apresentado pelo deputado Daniel Coelho (Cidadania-PE). O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 109/2017, aprovado pela Câmara dos Deputados em 2017 e pelo Senado no mês passado, altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503, de 1997).

Segundo a lei, o transporte pirata — seja de ônibus ou van escolar sem autorização ou transporte remunerado de pessoas ou bens — passa a ser classificado de infração gravíssima, com multa (multiplicada por cinco, no caso do escolar) e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação, além da remoção do veículo como medida administrativa. As novas punições entram em vigor em 90 dias a contar desta terça-feira. Hoje o Código de Trânsito Brasileiro classifica o transporte escolar ilegal como infração grave, e o de pessoas e bens, como infração média.

Foto: Elza Fiuza/ Agência Brasil

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

18 de julho de 2019

Sest Senat promove a Semana do Motorista

Unidades do RN e PB realização várias atividades de 21 a 28 de julho

17 de julho de 2019

Uber tira usuários do transporte coletivo em SP

De cada 10 usuários do Uber Juntos, seis eram do transporte público

16 de julho de 2019

EaD do SEST SENAT lança novos cursos

Cursos são gratuitos para trabalhadores do transporte

MAIS NOTÍCIAS