comunicação

Notícias

05 de fevereiro de 2019

Confira os cursos
do SEST SENAT

Confira os cursos

O SEST SENAT (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) começa a oferecer novos cursos que ensinam os motoristas a dirigirem de maneira mais eficiente. As técnicas apresentadas nos treinamentos contribuem para reduzir o consumo de combustível e o desgaste dos veículos. Dessa forma, é possível elevar a produtividade e reduzir custos operacionais do transporte. Além disso, outros dois resultados também são alcançados: diminuição do impacto ambiental da atividade transportadora e preservação da saúde dos condutores.

Os cursos, destinados a motoristas profissionais, fazem parte do Programa de Aperfeiçoamento para Eficiência Energética. Na modalidade presencial, estão disponíveis os cursos: Motorista de Transporte de Cargas SmartDriver, com 12 horas de duração, e Inclusão Digital, com 4 horas de duração. Eles são gratuitos para trabalhadores do transporte.

Já na modalidade a distância, o curso Gestão de combustível – Fuel Management, com 8 horas de duração, está disponível para qualquer pessoa gratuitamente.

Resultados

O diesel é o principal insumo do transporte rodoviário: responde por cerca de 40% do custo operacional do transporte. E seu preço tem pressionado os transportadores. Quase 80% dos entrevistados pela Sondagem Expectativas Econômicas do Transportador, da CNT, disseram ter percebido aumento dos valores dos combustíveis. Lubrificantes e pneus também pesaram mais na conta para 75% e para 50% dos entrevistados, respectivamente.

Por isso, medidas que contribuam para diminuir essas despesas podem contribuir – e muito – para os transportadores. Nas empresas, o treinamento de motoristas pode gerar cerca de 12% de economia de diesel, conforme dados de outro estudo da CNT, a Sondagem de Eficiência Energética no Transporte Rodoviário de Cargas.

Instrutor do Programa de Eficiência Energética no SEST SENAT, Ezequiel de Medeiros Barreto, conta que experiências práticas com motoristas que realizaram a capacitação demonstram os resultados no desempenho dos veículos. "Para se ter uma ideia, em um percurso de 28 quilômetros, dá para diminuir cerca de 1 litro de combustível. Aí você multiplica: se o cara roda 270 quilômetros, são 10 litros; 2.700 quilômetros, são 100 litros. Se olhar tudo o que roda no ano, a pessoa pode estar jogando fora um valor considerável."

Barreto destaca que as condutas corretas de direção também diminuem o desgaste dos caminhões e dos ônibus e aumentam a segurança na direção. Por isso, ele amplia a conta: "Se colocar na ponta do lápis a preservação do componente mecânico, a redução da depreciação natural do veículo e a diminuição de acidentes dá uma economia significativa. Sem medo de errar, eu digo que uma empresa que tem 50 veículos e que não se preocupa com a eficiência energética joga um caminhão no ralo por ano."

Outro impacto positivo é para o meio ambiente - já que, ao diminuir o consumo de combustível, o impacto ambiental da atividade transportadora também reduz – e para a saúde dos motoristas. "Como o motorista aprende a ter uma visão mais global do trânsito, permite a ele aliviar a tensão e reduzir o estresse", conta o instrutor.

Quem realizou o curso em turmas-piloto promovidas pelo SEST SENAT confirma os resultados. "Foi muito proveitoso, porque me ajudou na forma da condução, me ensinou a aproveitar o carro melhor para economizar combustível e diminuir os defeitos. Tem motoristas que tem maus costumes na direção e o curso melhora. Ajuda muito, porque as empresas querem profissionais capacitados", conta Thiago Ribeiro, motorista de cargas e de passageiros em uma empresa de transporte na Bahia. Com 32 anos, ele tem 10 dedicados à profissão.

Já Everton de Alcântara, que também é motorista há uma década no estado de São Paulo, conta que decidiu fazer o curso porque, como autônomo, buscava melhorar os resultados. "Eu precisava ter uma experiência melhor e sinto muita diferença. O caminhão anda mais e gasta menos." O meio ambiente também era uma preocupação. "A gente vê que as coisas estão acontecendo, está cada vez mais calor, todo mundo sofrendo, mas ninguém está ligando. Tem que cuidar, é importante pra todos."

Fonte: CNT

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

22 de março de 2019

Despoluir vai atender SINDETUR e SETCERN

Convênio amplia atendimento no setor de turismo e cargas do RN

22 de março de 2019

Despoluir realiza reunião com parceiros

Encontro discutiu ações para 2019

21 de março de 2019

Vander Costa assume presidência do Sistema CNT

Confira entrevista concedida pelo novo mandatário da CNT/SEST SENAT/ITL

MAIS NOTÍCIAS