comunicação

Notícias

04 de junho de 2019

Audiência debate a
Importância do Sistema S

Audiência debate a

Em audiência pública,  na Comissão de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados, parlamentares e autoridades debateram a importância do Sistema S para a qualificação da mão de obra dos trabalhadores brasileiros, melhoria da qualidade de vida nas comunidades e para a indução da inovação nas empresas do país.

Na ocasião, o presidente da CNT e dos Conselhos Nacionais do SEST e do SENAT, Vander Costa, argumentou que os investimentos no SEST SENAT são única e exclusivamente para beneficiar os trabalhadores do transporte. Segundo ele, os atendimentos de fisioterapia, odontologia, nutrição e psicologia se dão justamente por essas serem áreas mais carentes na saúde pública brasileira.

Para demonstrar a produtividade e eficiência da instituição, Vander Costa falou dos mais de 10,6 milhões de atendimentos realizados somente em 2018. "Ressalto que esses atendimentos são 100% gratuitos aos profissionais do transporte, de todos os modais, porque eles já são pré-pagos pelo empresário por meio da contribuição."

Audiência

Também participaram da audiência representantes da CNI (Confederação Nacional da Indústria), do Sesi/Senai, da CNC (Confederação Nacional do Comércio), do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), entre outros.

Autor do requerimento para a realização da audiência pública, o deputado federal Glaustin Fokus (PSC/GO) ressaltou a importância histórica do Sistema S para o Brasil na oferta de educação profissional. "A atuação do Sistema S é histórica. As entidades do Sistema S trabalham paralelamente ao Estado na busca pela ampliação de acesso à educação e na profissionalização dos brasileiros, facilitando o alcance ao emprego."

Os demais parlamentares também reconheceram a relevância do Sistema S, classificando-o como uma conquista histórica da sociedade brasileira, mas ressalvaram que é necessário, sim, investir em medidas que desonerem a folha de pagamento dos empresários. Para isso, eles defendem que sejam desenvolvidos novos mecanismos de arrecadação, zelando sempre pela transparência.

Fonte: CNT

Foto: Miguel Ângelo/CNI

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

23 de agosto de 2019

Seminário apresenta inovações para o setor

e o vencedor do 1º Desafio do COLETIVO

21 de agosto de 2019

Vice-presidente da Fetronor recebe homenagem da NTU

Luiz Fernando Bandeira de Mello ganhou medalha Medalha do Mérito do Transporte Urbano Brasileiro

21 de agosto de 2019

Despoluir realiza diagnóstico ambiental

nas empresas do Rio Grande do Norte

MAIS NOTÍCIAS