comunicação

Notícias

06 de agosto de 2015

Ataques a ônibus subiram mais de 690% em dois anos
Levantamento da NTU releva que cerca de 1.400 foram incendiados em 12 anos

Ataques a ônibus subiram mais de 690% em dois anos

​Um estudo realizado pela NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos), a partir de dados dos últimos 12 anos, mostrou que 1.389 ônibus foram incendiados em 132 cidades brasileiras. Em média, um ônibus foi queimado a cada três dias e foram registradas 52 vítimas no período. 

Já nos últimos dois anos, houve um aumento expressivo na taxa de ataques: 851, sendo 662 em 2014 e 189 somente no primeiro semestre de 2015. Os números representam um aumento de 691%, se for levada em consideração a média proporcional de cada ano. As causas para os ataques variam de acordo com a natureza dos eventos, sejam eles sociais, políticos ou econômicos. 

“Ao longo dos últimos 12 anos, mais de 694 mil passageiros não foram transportados diariamente. As empresas arcam com os prejuízos e as populações são penalizadas, porque significa menos ônibus rodando”, explicou o presidente da NTU, Otávio Cunha. O custo total com ônibus queimados foi de, aproximadamente, R$ 830 milhões. 

O tema foi assunto da reportagem de capa da edição mais recente da revista CNT Transporte Atual. 

Com informações da reportagem Itinerário Inflamável, de Diego Gomes
 

Thays Puzzi

Agência CNT de Notícias

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

18 de julho de 2019

Sest Senat promove a Semana do Motorista

Unidades do RN e PB realização várias atividades de 21 a 28 de julho

17 de julho de 2019

Uber tira usuários do transporte coletivo em SP

De cada 10 usuários do Uber Juntos, seis eram do transporte público

16 de julho de 2019

EaD do SEST SENAT lança novos cursos

Cursos são gratuitos para trabalhadores do transporte

MAIS NOTÍCIAS