comunicação

Notícias

17 de outubro de 2014

Aprovada MP que dá incentivos tributários
a vários setores e renegocia dívidas

Aprovada MP que dá incentivos tributários

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira o relatório da comissão mista sobre a Medida Provisória 651/14, que traz várias medidas para incentivar a economia. A proposta segue para o Senado e precisa ser votada até o dia 6 de novembro ou perderá o prazo de vigência. O texto aprovado amplia incentivos tributários; renegocia dívidas de empresas; altera a tributação do mercado de ações para incentivar a abertura de capital de empresas de pequeno porte; e, a pedido de prefeitos, amplia até 2018 o prazo para que as cidades acabem com os lixões.

O relator da MP, deputado Newton Lima (PT-SP), disse que a medida atende às reivindicações do empresariado. "Enfrentamos essa realidade de crise mundial com medidas concretas de revitalização da economia", afirmou. Quem criticou a proposta foi o deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR). "É um alento para setores importantes, mas é apenas cosmético perante a necessidade de reformas que não foram feitas", disse Hauly.

Vários setores foram incluídos pelo relator entre eles: empresas de transporte rodoviário de passageiros sob regime de fretamento; empresas de engenharia e arquitetura; drogarias e farmácias de manipulação; e empresas de Tecnologia da Informação (TI) que façam processamento de dados de gestão e gerenciamento de processos de clientes combinando mão de obra e computadores. As concessionárias de serviços públicos serão beneficiadas porque poderão retirar da base de cálculo do imposto o investimento em infraestrutura.

Fonte: Rádio Câmara

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

11 de fevereiro de 2020

CNT realiza a Sondagem Expectativas

Econômicas do Transportador 2020

07 de fevereiro de 2020

Despoluir participa de ação no trânsito

Atividade foi realizada na capital do Rio Grande do Norte

06 de fevereiro de 2020

Compromisso renovado com a transparência

SEST SENAT anuncia contratação de uma auditoria independente

MAIS NOTÍCIAS