comunicação

Notícias

17 de março de 2011

AETC apóia Programa Despoluir que vem atestando os bons índices de aprovação da frota de João Pessoa

AETC apóia Programa Despoluir que vem atestando os bons índices de aprovação da frota de João Pessoa

 

Cumprindo o cronograma de aferições do Projeto Despoluir, uma equipe de técnicos ambientais  retorna a João Pessoa, a partir da próxima segunda-feira (21), para continuar os trabalhos de averiguação  dos níveis de emissão de poluentes lançados na atmosfera pelos veículos que integram a frota de ônibus da Capital. Esta semana os mesmos profissionais realizam trabalhos em Campina Grande. Segundo Amauri Azevedo, coordenador do Programa na Paraíba, as aferições que são feitas em duas etapas já apresentam bons resultados na primeira bateria que tem previsão para término em junho deste ano. O diretor executivo da Associação das Empresas de Transporte Urbanos de João Pessoa (AETC-JP), Mário Tourinho, lembra que a entidade apóia o programa e que os índices de aprovação das empresas de João Pessoa sempre figuram entre os melhores resultados.

De acordo com Amauri Azevedo, em João Pessoa, a primeira etapa das aferições está com o calendário em dia e, nos dois primeiros meses deste ano, os índices apresentados mantém os resultados positivos. “Dos 517 ônibus que compõe a frota da Capital, já foram fiscalizados ¼ deles em janeiro (132 veículos), com um índice de 92% de aprovação. Em fevereiro, mais 146 ônibus passaram pela vistoria, mantendo o nível de aprovação acima dos 90%”, disse o coordenador, lembrando que a meta de fiscalizar toda a frota até junho deste ano será cumprida.

O Programa Despoluir atende quatro Estados Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas) dentro da área de cobertura da Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (Fetronor), entidade que coordena o Programa. “Toda a frota dos Estados é vistoriada duas vezes ao ano. Quando encontramos algum veículo fora do padrão, enviamos o ônibus de volta para a oficina para reparos e depois requisitamos a repetição do teste de qualidade”, avisa o coordenador do Programa na Paraíba, lembrando que por mês são feitas cerca de 275 aferições em toda a Paraíba que possui 1200 ônibus, entre veículos urbanos, intermunicipal e rodoviário.

O programa vem alcançando mudanças significativas em relação ao comportamento das empresas de transportes desde 1997, quando o nível de aprovação da frota em João Pessoa, por exemplo, chegava a 64%. Este cenário é ficou bem diferente em 2010, quando a frota de João Pessoa atingiu um dos melhores índices de aprovação entre os quatro estados onde o programa funciona, com 89% de aprovação. “Isso é fruto do trabalho das empresas de transportes coletivos de João Pessoa que estão empenhadas e obter 100% de aprovação da frota. Meta que está perto de ser cumprida já que em 2010 chegamos perto dos 90%. Esperamos que em 2011, os resultados melhorem ainda mais”, destaca Mário Tourinho, lembrando que a baixa idade média da frota da capital paraibana (3.3 anos) também influencia neste resultado já que, somente nos últimos oito anos, mais de 300 novos ônibus foram incorporados à frota de João Pessoa.

Sobre o Programa Despoluir

O Programa Despoluir, lançado em julho de 2007 pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e coordenado pela Fetronor, atua ampliando e renovando as ações do antigo Programa EconomizAR e tem o objetivo de promover a melhoria da qualidade do ar através da redução da emissão de poluentes como CO2 e particulados no meio ambiente, que contribuem também para o aquecimento global.

Ao longo de todo o ano, os veículos de mais de 100 empresas sediadas nos estados base da Fetronor, que participam ativamente do Programa, são vistoriados por técnicos ambientais devidamente treinados para as novas tecnologias adotadas e que operam com equipamentos sofisticados e precisos nas aferições dos níveis de emissão de gases e particulados.

A cada 30 dias são coletadas amostras para realizar as análises, que são tabuladas pela coordenação do “Despoluir” e cujos resultados são descritos em relatórios emitidos aos donos e responsáveis pelo setor de manutenção das empresas participantes. Nesses relatórios também são acrescentados a porcentagem de aprovação das frotas, ou seja, se o nível de emissão de poluentes está dentro do limite permitido.

Fonte: News - Assessoria & Comunicação

Compartilhe esta notícia

últimas notícias

16 de julho de 2019

EaD do SEST SENAT lança novos cursos

Cursos são gratuitos para trabalhadores do transporte

15 de julho de 2019

Inscrições abertas para programa de inovação

das empresas de transporte urbano de passageiros

11 de julho de 2019

Sest Senat de Cajazeiras será entregue em setembro

Presidente Eudo Laranjeiras e prefeito José Almir visitaram obras

MAIS NOTÍCIAS